14 de novembro de 2008 10:00hs
Um projeto iniciado em 2001 teve seu lançamento nesta data, trazendo uma contribuição de enorme valor cultural, histórico e sentimental para o povo desta cidade.

Elaborado por Cristina Benedet, orientada pelo prof. dr. Cesar A. Pompêo, com a colaboração de diversos alfredenses, dentre eles alunos e professores da Escola Básica Silva Jardim (ver relação na foto 2) foi lançado o Atlas Escolar Ambiental – Alfredo Wagner – Capital Catarinense das Nascentes

O valor cultural é conhecido, bem como o valor histórico deste Atlas. Vamos falar um pouco do valor sentimental. Sentido por todos, é verdade, mas pouco explicitado.

Nascida para ser posto de tropeiros em viajem de Nossa Senhora do Desterro a Lages ou vice-versa, o município foi atraindo novos moradores que por aqui fixaram residência. O que mais os atraía era a terra boa para agricultura e (infelizmente) a floresta ambiciosamente derrubada para a venda de madeira. Hoje restam poucos exemplares da mata nativa, valorizada por Reservas Particulares.

Este sentimento de amor à terra é manifestado em muitas ocasiões, por exemplo, nas festas das igrejas e capelas, onde a música, a dança e a boa comida refletem a alegria de nosso povo.

O alfredense sempre tem uma história dos antigos para contar. Os mais velhos gostam de lembrar fatos antigos, estórias e causos. Andando pelas ruas da “praça”, como é chamado o centro da cidade, ou visitando o interior reserve tempo para as conversas, pois aqui se trabalha muito, se dança muito, mas também muito se conversa.

O Atlas Escolar Ambiental de Alfredo Wagner traz em seu bojo, dados científicos, fotos de satélites, informações técnica, mas, e sobretudo, o coração do nosso povo que participou com muita alegria no fornecimento de fotografias e fatos.

O Prof. Dr. Cesar Pompêo, ao entrar no salão do lançamento, quiz abraçar de modo especial o Sr. Sergio Biasi Silvestri, demonstrando a alegria pelo termino do projeto.

Todas as escolas do município estavam representadas por diretores, professores e alunos que, ao receber cada qual seu seu exemplar do Atlas Escolar Ambiental, o assinaram com muito orgulho, registrando para a história este momento único.

Uma foto, vale mais do que mil palavras, vamos às fotos:






Da. Tania Silvestri, Secretária da Educação, ao dar início à sessão de lançamento do Atlas Escolar Ambiental, dirigiu aos presentes as seguintes palavras (trechos):
“Caros Colegas,
O meio educacional se enaltece por estar recebendo, no dia de hoje, o Atlas Ambiental Escolar. (…) Este lançamento, certamente nos colocará em uma situação privilegiada e atualizada no conhecimento do ambiente vivido pelo aluno, pelo professor, pelo diretor, enfim, pela comunidade. Estamos certos que a construção deste Atlas se transformou num rico e grande desafio de um trabalho de mestrado e confere a nós, agora, recebê-lo e iniciarmos o nosso trabalho (…) de reconhecimento do material e (…) sua implementação.
Parabéns aos seus construtores, a mestranda Cristina Benedet, Aline Guchert, Cristine Cabral, Fernanda Schuller, Jaqueline Arnald, Juliana Dias, Rosiane da Rosa, Sheila dos Santos, Vanessa Dorigon, Reginaldo Silveira.
(…) Como educadora fico feliz por ter a oportunidade de estar a frente desta secretaria no momento do lançamento de tão importante obra. Partamos rumo à descoberta de Alfredo Wagner!!”

A tiragem deste Atlas Escolar Ambiental foi pequena e apenas para as escolas, bibliotecas e Museu de Alfredo Wagner. Entretanto, uma versão digital estará à disposição dos interessados.

Posted in Sem categoria

Deixe um comentário sobre a notícia!