Matéria do ucho.info leva a Justiça do DF a suspender análise do pedido de José Dirceu para trabalhar

jose_dirceu_36Faltou combinar – A Justiça do Distrito Federal decidiu suspender por trinta dias a análise do pedido de José Dirceu para trabalhar. O ex-ministro e deputado cassado está preso no Complexo da Penitenciária da Papuda, em Brasília, onde cumpre pena decorrente do julgamento da Ação Penal 470, que teve no foco o Mensalão do PT, o maior escândalo de corrupção da história brasileira.

A decisão foi tomada com base na repercussão da notícia divulgada com exclusividade pelo ucho.info, em 6 de janeiro, de que José Dirceu conta com muitas regalias no cárcere, começando pelo uso de celular e a cesso à rede mundial de computadores. Dez dias após este site publicar a informação, o jornal “Folha de S. Paulo” noticiou o fato, que não era mais novidade no Judiciário. A notícia do ucho.info foi publicada no mesmo dia em que Dirceu teria conversado por celular com um companheiro de partido.

Foi por causa das regalias, todas controladas pelo gabinete do governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, que os juízes das Varas das Execuções Penais anunciaram a possibilidade de uma rebelião no presídio.

Em despacho assinado nesta sexta-feira (24), o juiz Mario José de Assis Pegado determinou apuração, em no máximo trinta dias, da suspeita de que Dirceu teria utilizado telefone celular na Papuda.

De acordo com o juiz, se o fato for verídico, como realmente é, configurar-se-á falta disciplinar grave, o que impossibilita a concessão de benefícios ao apenado, como, por exemplo, o trabalho externo. Além disso, a investigação deverá esclarecer se alguém facilitou o acesso de Dirceu ao aparelho celular, o que é considerado crime.

Mario de Assis Pegado confirmou despacho assinado no último dia 17 pelo colega Ângelo Pinheiro Fernandes de Oliveira, que determinava a apuração dos fatos de forma mais aprofundada.

“Vislumbro que da apuração sumária realizada diretamente pela Sesipe (Subsecretaria do Sistema Penitenciário) não restaram atendidas às determinações desta Vara de Execuções Penais, possivelmente em razão de ter a mesma antecedido o recebimento do ofício desta VEP comunicando a decisão prolatada em 17/01/2014″, afirmou Pegado.

No inquérito aberto por determinação da Justiça serão ouvidos José Dirceu, o responsável pelo plantão ou o chefe da vigilância do presídio no dia 6 de janeiro.

“Considerando a informação sobre o suposto envolvimento do sentenciado em falta disciplinar de natureza grave, e a fim de manter o tratamento isonômico dado por este juízo aos internos do sistema carcerário local, suspendo cautelarmente a análise de eventuais benefícios externos do sentenciado, até a conclusão do apuratório disciplinar”, destacou o juiz Fernandes de Oliveira.

Defensor do chefe dos mensaleiros, o criminalista José Luís de Oliveira Lima criticou a decisão da Justiça. “A decisão de suspender o pedido de trabalho de José Dirceu com base numa nota de jornal é totalmente descabida. Além disso, o juízo da Vara de Execuções Penais não tem competência legal para determinar a instauração de sindicância contra o meu cliente, mas sim o diretor do presídio que determinou a investigação e concluiu pela improcedência dos fatos”.

José Dirceu precisa entender que cometeu crimes e foi condenado à prisão por conta disso. Na condição de preso, o ex-chefe da Casa Civil deveria saber que a sua arrogância ficou do lado de fora da Papuda, pois se regalias têm os mensaleiros encarcerados, o que é uma violação da lei, todos os presos no complexo penitenciário da capital dos brasileiros devem ser tratados com isonomia. Ou seja, é preciso estender as mordomias aos demais, ou deve-se suspender as regalias dos mensaleiros.

Audácia rouge

Como noticiamos no último dia 17 de janeiro, José Dirceu é abusado e deveria redobrar a atenção com as pessoas que decide enfrentar com presunção e soberba, pois não será um Donizete qualquer da vida o portador de ameaças a cidadãos de bem, começando por jornalistas que lutam pelo fim da corrupção e combatem com firmeza e determinação o projeto totalitarista de poder do Partido dos Trabalhadores.

Que esse episódio sirva de lição para o outrora Rasputin do governo Lula, uma vez que ainda existem no País jornalistas que não se curvam de maneira obediente e criminosa diante do dinheiro imundo e fétido que escorre pela rampa do Palácio do Planalto.

Desde que noticiamos em primeira mão o uso de telefones celulares na Papuda, o ucho.info vem sofrendo pesados e diários ataques, o que muitas vezes dificulta a publicação de matérias, pois os programas de segurança reagem a qualquer ataque e deixam o sistema operacional muito lento.

Que esses saltimbancos que se instalaram no poder central saibam que este site, assim como seu editor, não se renderá aos caprichos de criminosos que tentam se passar por presos políticos. O enfrentamento, pelo menos de nossa parte, sempre foi coerente, apesar de duro, mas jamais covarde ou leviano. Que estejam preparados, porque o escândalo do celular é apenas o primeiro capítulo. Sempre lembrando que ameaças de morte não surtem efeito e são imediatamente comunicadas às autoridades.

Posted in Sem categoria