ana.jpeg

Klaibson Ribeiro um grande especialista em“LibreOffice”

Se falarmos em suíte de aplicativos para escritório, acredito que todos nós usuários sabemos, o que significa, esta semana vamos falar do LibreOffice. Atualmente o LibreOffice vem ganhando atenção dos usuários por se tratar de uma suíte de aplicativos livre multiplataforma para escritório disponível para Windows, Unix, Solaris, Linux e Mac OS X. Oferece todas as funções esperadas de uma suíte: editor de textos, planilha, apresentação, editor de desenhos e banco de dados. O LibreOffice surgiu como uma ramificação do projeto original OpenOffice.org, que, por sua vez, é oriundo do StarOffice 5.1, adquirido pela Sun Microsystems ao adquirir a Star Division em agosto de 1999. O código fonte da suíte foi liberado para que fosse possível a participação de contribuintes para desenvolvê-lo, dando início ao projeto de desenvolvimento de um software de código aberto em 13 de outubro de 2000, o OpenOffice.org. O principal objetivo era fornecer uma alternativa de baixo custo, de alta qualidade e de código aberto.A coluna Tecnologi@ e Informática, traz uma com entrevista com um grande especialista quando se trata de LibreOffice, Klaibson Natal Ribeiro Borges, 31 anos, professor do Senai, futuro especialista em Gerência de Projetos de TI.

DSCF9655Ana-Qual foi seu primeiro emprego na aréa de TI?
Klaibson – Meu primeiro emprego na área de TI, foi a docência. Sou formado em Administração de Empresas, pela Unisul, em 2005. Comecei a dar aulas em Rotinas Administrativas, que envolvia informática. Mas depois disso, começaram a surgiram outras demandas em TI e assim que acabei absorvido pela tecnologia e depois pelo Software Livre.

Ana- Em que momento da sua profissão você resolveu utilizar software livre? E quais os benefícios que o software livre traz no seu dia-a-dia?
Klaibson – Conheci o Linux em 2005, pois um grande amigo, me deu um CD de Linux. Fiquei com o CD por amizade, mas quando ele me falou que eu conseguia dar um boot pelo cd, tecnologia conhecida como “live CD”, eu não acreditei e comecei a testar. Depois disso, só alegria.

Ana-Quando surgiu seu grande interesse pelo LibreOffice?
Klaibson – Em 2008, quando larguei totalmente o Windows e comecei a usar Linux, assim, verifiquei que o BrOffice, antecessor ao LibreOffice, era multiplataforma e tinha uma série de benefícios como abrir e converter documentos em diversos formatos, coisa que poucos softwares fazem isso.

Ana-Com o ebook “LibreOffice Para Leigos”, com mais de 11 mil downloads, qual será seu próximo ebook?
Klaibson – Esse ano estou escrevendo um novo livro, que ficará pronto no final do 1º semestre. Dessa vez, pretendo imprimí-lo, para que todos possam colocar em suas bibliotecas e para que as universidades possam adquirir e colocar à disposição dos alunos. Também podem ser utilizada em qualquer treinamento. Mas ainda a possibilidade de disponibilizá-lo de forma digital também.

Ana- Sobre o III Encontro Catarinense de LibreOffice, que já esta na sua 3° Edição, qual a principal finalidade do evento?
Klaibson – A principal finalidade do evento é difundir o uso do LibreOffice, através de oficinas, debates, HackDay, que é uma atividade de hackear o LibreOffice e palestra, assim, integrando os usuários.

Ana-Sabemos que a maioria dos usuários comuns (Utilizam o pacote Office) tem dificuldades para se adaptar quando se trata de software livre como o LibreOffice, qual conselho você daria para um usuário, sair do comodismo e se aventurar a começar a utiliza um software livre?
Klaibson – Primeiro, experimente pagar pelo software. Como disse uma vez, Cezar Taurion, da IBM, “Lá na IBM, os usuários podem usar qualquer suíte Office, Lotus Simphony, que é nossa própria suíte, o LibreOffice que é gratuito e o MS Office, mas se ele fizer isso, ele tem que pagar por isso”. Pelo simples fato de pagar, segundo Taurion, ele disse que o uso é mínimo. Além de ser o maior projeto de Software Livre do mundo, em quantidade de usuários.

Ana-Em relação a SOLISC, qual o principal objetivo da associação? Como podemos nos tornar um membro da SOLISC e colaborar com o grupo de software livre?
Klaibson – O principal objetivo da Associação Solisc, é difundir primeiramente o Software Livre em Santa Catarina, como o nosso principal evento o Solisc e depois com atividades paralelas, com palestras, aprovação de leis em prol do Software Livre. Para se tornar membro, basta nos procurar com o interesse de se tornar membro. Em atividades que precisam de colaboração na divulgação do Solisc.

Posted in Sem categoria