Em mega-assalto, quadrilha rouba eletrônicos em fábrica da Samsung

Assalto em Campinas ocorreu durante a madrugada desta segunda-feira.
Segundo a polícia, aproximadamente 20 criminosos participaram da ação.

Do G1 Campinas e Região

A fábrica da Samsung em Campinas (SP) foi assaltada na madrugada desta segunda-feira (7), no Parque Imperador, às margens da Rodovia Dom Pedro I. Segundo a Polícia Civil, aproximadamente 20 criminosos renderam funcionários e vigias, e usaram sete caminhões próprios para levar cerca de 40 mil peças, entre tablets, celulares e notebooks. A carga é avaliada em R$ 80 milhões, de acordo com os policiais responsáveis pela investigação, mas a multinacional não divulgou os valores e nem confirmou a estimativa. Ninguém ficou ferido.

De acordo com a polícia, a quadrilha chegou à empresa por volta de 0h desta segunda-feira. Durante a ação, cerca de 200 funcionários do setor de distribuição da empresa ficaram sob poder do bando. O grupo deixou o local por volta das 3h.

Assalto na fábrica da Samsung em Campinas, SP (Foto: arte/G1)

Segundo a polícia, funcionários da empresa que estavam em uma van foram rendidos em uma estrada. Eles foram levados para um local, ainda desconhecido, e os criminosos usaram crachás de identificação dos trabalhadores. Uma das vítimas ficou sob poder do bando.
Ao entrar na Samsung, a quadrilha rendeu inicialmente os seguranças do setor de distribuição e, em seguida, os vigias da portaria. “Retiraram os armamentos deles e as munições e deixaram eles trabalhando normalmente, nos mesmos postos como se nada tivesse acontecido”, disse o tenente da Polícia Militar Vitor Chaves.

Um funcionário que preferiu não ser identificado disse que a quadrilha pediu para todos tirarem a bateria dos celulares, com a intenção de evitar uma eventual ligação para a polícia. Em outros relatos dados à EPTV, foi mencionado que os criminosos não foram violentos.

Investigação
Para a Polícia Civil, os criminosos tinham muitas informações sobre os procedimentos da empresa. O caso foi encaminhado para a Delegacia de Investigações Gerais (DIG), e estiveram no local funcionários da Samsung, da empresa de segurança privada, além de representantes de uma seguradora. Imagens da multinacional, rodovias e da cidade são avaliadas em busca de pistas sobre suspeitos.

Por meio de nota, a Samsung disse que ninguém ficou ferido e que a empresa coopera “plenamente” com a investigação policial. “Faremos o nosso melhor para evitar qualquer recorrência.”, diz o texto.

Apesar de não divulgar a estimativa de valor do que foi roubado, a assessoria de imprensa da multinacional disse que a cifra de R$ 80 milhões mencionada pela polícia está “bem acima da realidade”. Além disso, a Samsung disse que 100 pessoas estavam na empresa no momento do assalto.

Posted in Sem categoria