Cuba lança acesso à internet por Wi-Fi

Posted: 12 Jan 2015 08:28 AM PST

AP Photo/Javier Galeano

AP Photo/Javier Galeano

Acessar a internet não é uma tarefa tão simples para a população cubana: a conexão é restrita aos funcionários do governo e pessoas que podem pagar caro para usar a internet por hora — quase ninguém. Isso ficará menos pior nos próximos dias, quando a telecom estatal de Cuba lançar um serviço de acesso por Wi-Fi em Santiago de Cuba, a segunda cidade mais populosa do país.

Com uma das menores penetrações de acesso à internet no mundo, Cuba lançará o serviço por meio da ETECSA, empresa do governo que detém o monopólio dos serviços de telecomunicações na ilha. Hoje, apenas profissionais como jornalistas, médicos e advogados podem ter seu próprio roteador e uma rede Wi-Fi em casa — mesmo assim, somente depois de uma autorização do governo.

Mas o serviço de internet que Cuba lançar ainda será inacessível para boa parte da população. O custo será de US$ 4,50 por hora (aproximadamente R$ 12), o que é caro para nós e mais ainda para os cubanos: lá, muitos têm salário de menos de US$ 20 (R$ 53) por mês, como informa o Phys.org. Segundo o site da União de Jornalistas de Cuba, as velocidades de download e upload serão de até 1 megabyte por segundo (MB/s).

Cuba lançará o serviço até o final de janeiro. As instalações para que Cuba lance a conexão serão feitas no entorno do parque Ferreiro, em Santiago de Cuba.

Atualmente, apenas um cabo de fibra óptica passa pela ilha, resultado de uma parceria entre Cuba, Jamaica e Venezuela feita em 2012. Aproximadamente 25% da população têm conexão com a internet, mas a maior parte navega em uma versão especial aprovada pelo governo, com restrições de acesso a sites estrangeiros. Nos domicílios cubanos, a penetração de internet foi de apenas 3,4% em 2014.

f18dQhb0S7ks8dDMPbW2n0x6l2B9gXrN7sKj6v4dZ1HW8pTv1M3LQdS0N63Bt0PQFLCHW6wfSj71k1H6H0?si=4857034627350528&pi=ecdc2afa-a264-4091-f5b5-7b1cde9cef52

Posted in Sem categoria