Captura de tela inteira 22092015 193559.bmp

O Escritor Mauro Demarchi é candidato para a etapa Estadual do Conselho Nacional de Política Cultural pelo Setorial de Literatura, Livro e Leitura de Santa Catarina (SC).
O Conselho Nacional de Politica Cultural é um órgão colegiado integrante da estrutura do Ministério da Cultura. Sua finalidade é propor a formulação de políticas públicas, promovendo a articulação e o debate dos diferentes níveis de governo e sociedade civil organizada, para o desenvolvimento e fomento das atividades culturais no território nacional.

Os Colegiados Setoriais são instancias integrantes do CNPC compostas por 15 membros da Sociedade Civil e 5 membros do Poder Público com seus respectivos suplente. Atualmente, o CNPC possui 17 Colegiados Setoriais instalados nas seguintes áreas: Arquitetura e Urbanismo; Arquivos; Arte Digital; Artes Visuais; Artesanato; Circo; Culturas Afro-Brasileiras; Culturas dos Povos Indígenas; Culturas populares; Dança; Design; Literatura; Livro e Leitura; Moda; Música; Patrimônio Imaterial; Patrimônio Material; e teatro. Essas instâncias têm por atribuição debater, analisar, acompanhar, solicitar informações e fornecer subsídios ao CNPC para a definição de políticas, diretrizes e estratégias dos respectivos setores culturais.

Mauro Demarchi é Escritor, jornalista, editor do Jornal Capital das Nascentes, organizador das 5 edições do Encontro Catarinense de Escritores e de 2 edições do Encontro Internacional de Escritores de Alfredo Wagner e Região. Organizador das 1ª e 2ª Coletânea Encontro de Escritores reunindo mais de 70 escritores brasileiros e do exterior, autor do livro Aprendendo com as abelhas a viver em sociedade.
Em sua apresentação ele comenta:

“Uma das grandes dificuldades do escritor brasileiro é encontrar editoras que paguem por seus escritos. No Brasil milhares de Editoras pequenas, médias e grandes, estão vivendo a custas de escritores que pagam para ter sua obra publicada. Na cadeia produtiva do livro o escritor é, em sua grande maioria, o último a receber e, muitas vezes, receberá o fruto do seu trabalho se sair de porta em porta vendendo seu livro. Talentosos escritores ficam pelos caminhos pois suas vozes, muitas vezes, silenciam diante de tantas dificuldades.
Minha intenção como representante deste setor é buscar uma democratização do escritor brasileiro, ampliando sua voz junto aos milhões de leitores que nem desconfiam que o Brasil é um celeiro de talentos e que só precisam ser lidos!”

Para votar num dos candidatos acesse: http://cultura.gov.br/votacultura/foruns/SC-literatura-livro-leitura/

Posted in Sem categoria