Trem 311 que faz Piratuba/Marcelino Ramos

DSCF5083Foi fácil chegar em Piratuba/SC para uns diazinhos de férias. Pegamos o “Fachini” até Rio do Sul e a “Reunidas” de lá até as termas. A viagem foi tranquila na ida e na volta.

A pequena cidade de Piratuba/SC, na divisa com o Rio Grande do Sul, explora turisticamente as águas termais. Águas sulfurosas que saem a 38° conferindo saúde a quem nelas se banha. O processo de crescimento do turismo na cidade foi demorado e vem aumentando a cada ano.

A história da cidade estava fadada a seguir as margens dos grandes centros após o encerramento das atividades da Estrada de Ferro que corta o município. Um tronco com traçado mais reto foi responsável pela mudança da linha férrea que foi abandonada.

A transformação começou em 1960 quando engenheiros da Petrobrás fizeram prospecções para a instalação de poços de petróleo na cidade. A 360 metros encontraram água sulfurosa. Escavaram mais fundo, além dos 2300 metros e nada do petróleo.

Pretendiam lacrar o poço quando pessoas de visão na cidade pediram para que se mantivesse a fonte de águas termais pois poderia ser aproveitada pelo município. E assim foi. Hoje, Piratuba vive do turismo, gerando empregos e renda.

Ao andar por aquelas ruas, conversar com aquelas pessoas, me perguntava qual seria a lição que poderia levar de tão encantador lugar.

1ª lição: O turismo é atuante, envolvente e profundamente móvel.

Em Piratuba encontrei pessoas de Ouro Verde, Goiás, de São José, Santa Catarina, de Torres, Rio Grande do Sul entre centenas de outras que lá estavam. As cidades mencionadas também dedicam atenção especial ao turismo. Algumas pessoas há muito tempo, todo ano dedicam uns dias a visitar a cidade.

Portanto, quem viaja, estará sempre viajando, pois o turismo é atuante, envolvente e profundamente móvel.

DSCF50912ª lição: O papel do Poder Público deve ser de facilitador e não de manipulador.

O Poder Público seja ele em qualquer esfera (municipal, estadual e federal) tem um papel importante no avanço do turismo numa região. Mas é um papel de facilitador.

É sua obrigação facilitar os esforços do empresariado. Escrevi “obrigação” e não favor… O Poder Público não deve favor a ninguém, deve obrigação! Foram lá colocados para trabalhar! E de que modo poderão facilitar ao empresário que deseja investir no Turismo? Três campos poderão ser facilitados: Isenções fiscais, melhoria nas estradas e divulgação.

Cabe a cada empresário e cada gestor público discutir quais tipos de isenções fiscais é cabível nas devidas situações. Poderão ser mais, ou menos, dependerá de fatores próprios da gestão municipal, estadual ou federal.

A melhoria nas estradas e pontos de acesso para os turistas é primordial e importantíssimo para a imagem deixada pelo município junto aos visitantes de outros lugares. Essa é uma das obrigações mais importantes e que deveriam estar diante dos olhos de quem gere um município.

A divulgação! O governo federal possui diversas ferramentas para a divulgação turística de cidades que exigem que sejam feitas pelos gestores municipais. São espaços em feiras, exposições, encontros, etc que estão a disposição e só dependem da boa vontade de quem governa. Prefeitos devem aproveitar oportunidades para divulgar seu município em todos os mecanismos de que tem acesso. Ir a televisão para dizer que a cidade é pequena e pobre, visando parte das migalhas que o governo dá de esmola é vergonhoso. Esse tipo de atitude negativa para o turismo deve ser evitado. Os meios de comunicação devem ser usados para divulgar tudo de positivo que o município tem e não o contrário.

Santuário de Nossa Senhora da Salete - Marcelino Ramos/RS
Santuário de Nossa Senhora da Salete – Marcelino Ramos/RS

3ª lição: Não fique se lamentando da crise e esperando benesses públicas! Quem está investindo em turismo está obtendo resultados!

Alfredo Wagner tem pessoas atuantes que veem no turismo o futuro para o nosso município. Todos conhecemos Da. Eunice Franz Wagner, Andréia Kretzer Hinckel, Beto Kretzer, Família Neri Schuller, e muitos outros, que tem focado no turista e tem ampliado seu atendimento. Novas pousadas e hotéis estão surgindo, novos empreendimentos já aquecem o comércio e a vida da nossa pequena cidade.

4ª lição: Cidades vizinhas tem muito mais a oferecer que apenas uma. Então, trabalhem em conjunto.

Piratuba não está sozinha na indústria do turismo. Marcelino Ramos, no Rio Grande do Sul e localizada do outro lado do Rio Uruguai, também tem suas termas e recebe anualmente milhares de turistas. As duas cidades partilham da Ferrovia e da locomotiva 311, a maria-fumaça que faz de modo tão pitoresco o trajeto histórico. Turistas de Piratuba vão a Marcelino Ramos e vice-versa.

Esta parceria rende lucros para ambas as cidades, ampliam o oferecimento de atrações culturais, históricas, religiosas etc para entreter e atrair o turista.

Termas de Piratuba
Termas de Piratuba

5ª lição: Água! Muita água!

O brasileiro gosta de água. Herança deixada pelo sangue indígena que se mesclou ao sangue português e africano, beneficiando assim todo o nosso país.

A água é um elemento de encontro, de conversas, de descanso, de confraternização, de exercícios. Este elemento deve ser abundante nos locais onde o turismo for explorado. Seja em cachoeira, piscinas, termas.

Devido ao nosso clima ser predominantemente frio durante o ano, é preciso investir em águas aquecida. Procurem investir nesta questão e terão ótimos rendimentos ao longo do ano.

6ª lição: Música e artistas locais

O que não valorizamos por motivos diversos, o turista amará de paixão. A música nos acompanhou desde que chegamos em Piratuba. Até tentei dançar um vaneirão… mas perna-de-pau como eu, fui um desastre e precisei abandonar a pista de dança. Ficamos, entretanto, ouvindo a dupla que animava o Hotel até tarde.

Em outros hotéis também haviam outras duplas cantando.

Bares, restaurantes, pousadas, invistam um pouquinho mais nos artistas locais. Um reconhecimento aos nossos artistas, uma gorjetinha a mais para melhorar os rendimentos deles e atrair mais turistas para o empreendimento.

6 lições simples que aprendi da estadia em Piratuba e suas águas termais.

 

 

Deixe um comentário sobre a notícia!