Fechei o guichê de vendas de passagens da Reunidas as 16:15 hs e fui até a farmácia do Nivaldo Bardt passando em frente a Lotérica da cidade.. Chovia, uma chuvinha fina mas “molhada”… Não demorei lá 2 minutos e na volta ví a surpresa das pessoas fechando lojas, olhando assustadas e comentando muito. Ao voltar fiquei sabendo do assalto.

Pela segunda vez consecutiva, os mesmos meliantes, assaltaram a Lotérica após assaltar, segundo informações passadas pela PM-AW através do WhatsApp, a Marmoraria RS. Segundo consta, os assaltantes, armados com 38, saíram correndo em direção a Praça da Bandeira onde havia um carro os esperando.

Não gosto de publicar matérias sobre assaltos pois é bem o que os assaltantes desejam: publicidade. Mas vou abrir uma exceção pois, o assunto me fez meditar um pouco.

Cristo compara a morte e o fim do mundo como um ladrão que chega sem avisar. Ou seja, os ladrões sempre agirão do mesmo modo e usarão sempre as mesmas técnicas e oportunidades. Para estarmos preparados para a morte Cristo nos propõe a vigilância e a espera.

Assim também, uma comunidade que se sente ameaçada pela criminalidade, deve se antecipar a ela. É o que farão as pessoas de bem do Município de Alfredo Wagner que estarão na sessão da Câmara de Vereadores, no dia 25 de Abril, as 18:00hs exigindo maior segurança e um aumento de efetivo da Polícia Militar. Participe deste momento você também. Precisamos rondas ostensivas para desmobilizarmos os frequentes assaltos que a cidade está enfrentando.

Como agem os bandidos?

  1. Nunca agem sozinhos. Eles têm informantes, olheiros, observadores que lhes passam todas as informações sobre uma possível vítima. Quando assaltam sabem onde buscar e o quê buscar.
  2. Vão dispostos a matar e a morrer. Para eles não existe meio termo. Então, cuidado.
  3. Sempre terão duas ou três opções para assalto, caso, uma por alguma razão não der certo.

Como devem agir os homens de bem?

  1. Vigilância (eletrônica, visual, solidária) Acompanhe tudo a sua volta, veja quem está do outro lado da rua observando, tomando notas, enviando mensagens por celular. Peça para seu vizinho fazer o mesmo e diga que estará colaborando com ele também.
  2. Seja esperto, não vale a pena morrer por dinheiro. Se os assaltantes, após toda vigilância ostensiva, chegou até você, entregue o que eles pedirem.
  3. Mais uma vez o conselho de Cristo é válido: Vigilância, vigilância em sua empresa, na calçada, na casa vizinha, etc.

Deixe um comentário sobre a notícia!