Podemos dizer com tranquilidade que nunca o Hospital Nossa Senhora do Perpétuo Socorro de Alfredo Wagner passou por uma situação semelhante. Funcionários se obrigaram a entrar em greve devido a falta de pagamento de 13º que (segundo comentam) a diretora prometeu pagar com o repasse que a Prefeitura Municipal fizer em janeiro.
Os funcionários realizaram uma Assembléia juntamente com o SINDSAÚDE/SC em frente ao Hospital. Entre público presente esteve também os Vereadores Emílio Carlos Petri e Vitório Schaffer. Além da falta de pagamento, o relacionamento entre a Diretora e os profissionais da Saúde que lá trabalham também não é boa. Estes falam em abuso de poder e ofensas pessoais.
A tentativa de vender parte do terreno doado pelo Sr. Balcino Matias Wagner também foi mencionado e exigido um esclarecimento.
Estes 4 anos de administração do Hospital reduziu a diretoria a apenas uma pessoa devido, justamente, a dificuldade de relacionamento e entendimento. Mesmo tendo a seu favor a Prefeitura Municipal de Alfredo Wagner, com repasses mensais, a atual administração não está dando conta de cumprir com as obrigações trabalhistas.
É imperativo que se coloque um administrador com conhecimentos técnicos e capaz de manter um ótimo relacionamento com os funcionários. Priorizar amizades políticas tem levado nosso Hospital ao fundo do poço, e isso precisa acabar.
Quem sofre são as centenas de vítimas ou doentes que toda semana recorre ao Hospital Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.

Este slideshow necessita de JavaScript.