Do site Soldadinho

A história do Soldadinho percorreu os tempos, tendo sido registrada, principalmente, pela tradição oral. A busca por documentação tem se mostrado infrutífera devido a poucas fontes de referência.

Um livro, entretanto, lança uma luz sobre a história do nosso Soldadinho:  “Caminhos da Integração Catarinense” do Eng. António Carlos Werner.

Sobre a autoridade que representa o livro, afirma Carlos Damião:

“Toda a história da ligação Leste-Oeste catarinense está no livro “Caminhos da Integração Catarinense – Do Caminho das Tropas à Rodovia BR-282 (Florianópolis – Lages)”, resultado de mais de 40 anosde pesquisas do engenheiro civil Antônio Carlos Werner (1926-2001), profissional de carreira do DER (Departamento de Estradas de Rodagem), hoje Deinfra (Departamento Estadual de Infraestrutura) e professor de Estradas na UFSC. Werner deixou a obra com 90% dos originais preparados, incluindo fac-símiles de mapas preciosos, documentos e imagens. A edição, com 415 páginas, foi finalizada pelo historiador Toni Vidal Jochem e o livro impresso em 2004 por iniciativa da viúva Maria Amábiles May Werner, com apoio de amigos do antigo DER-SC”. Carlos Damião em “BR-282, um desafio de dois séculos da engenharia de SC”

O mapa que apresentamos está publicado no livro escrito pelo engenheiro sobre a BR 282 resultantes de sua pesquisa. Nele está escrito: “Pelo frio morreu o Soldado José”  e o local assinalado indica o túmulo onde foi enterrado.

À época da confecção do mapa (não ficou claro de quem seria a autoria) o fato demonstra ter ocorrido com pessoa conhecida de todos e não um transeunte esporádico dos caminhos até Lages.

 

Que o Soldadinho nos ajude a descobrimos mais informações sobre sua vida e venerarmos seu exemplo.

 

Deixe um comentário sobre a notícia!