O período de convenções partidárias começou! Aqui na Grande Florianópolis, quem deu o primeiro passo, para as eleições no próximo ano, foi o PMDB. Circulam informações que a nível nacional, o partido pretende convidar o Dória para se candidatar ao Planalto. Boatos? Esperemos! E para o Estado de Santa Catarina, qual será a sugestão? Pelo que temos visto ainda não se falam em nomes. Nenhum partido ainda definiu a cabeça de chapa, ou já decidiu mas não divulgou? Também não sabemos.

As convenções se multiplicarão e em breve saberemos. Enquanto isso, que tal analisarmos o que representa em número de partidários cada um dos partidos? Vamos lá.

A fonte, sempre, é o site do Tribunal Regional Eleitoral/SC  ali se encontram as informações oficiais sobre o partidarismo brasileiro.

As tabelas apresentadas pelo site do TRE SC apresentam dados interessantes. Vamos analisá-las:

A primeira coisa que chama a atenção nestas tabelas é a força do PP. O Partido Progressista desde 2002 manteve filiados acima de 430 alfredenses. Apenas superado pelo PFL nas tabelas de 2002, 2004 e 2006. O DEM, herdeiro do PFL, na tabela de 2008 consegue  390 alfredenses e em 2010 chega aos 425 filiados no partido, mas mantendo sempre o segundo lugar. Em 2011/12 houve o racha do DEM e o surgimento de um novo partido: PSD. Juntos PSD e DEM somavam 631 filiados em 2016, disputando o terceiro lugar em número de filiações. O PMDB que mantinha afiliados na faixa de 150, 160 alfredenses foi para 277 em 2014 e 377 em 2016. O PT, que em 2002 tinha 54 afiliados, manteve em torno de 100 chegando ao máximo de 114 afiliados em 2008.

É importante salientar que a força política não é representada única e exclusivamente pela quantidade de afiliados. Entre outras características estão a facilidade em negociar o eleitorado entre si. Um bom cabo eleitoral pode representar uma maior quantidade de votos. Outra característica, muito importante, é a capacidade de fazer alianças (públicas, privadas e secretas) por onde o número de votos favoreça determinado candidato ou partido. Quem não tiver estas capacidades não tem futuro na política. Exemplo disso é a votação expressiva obtida pelo PMDB nas últimas eleições municipais. Com apenas 377 afiliados conseguiu maioria na Câmara de Vereadores e a reeleição para Prefeito e Vice-prefeito.

Uma palavra sobre o PP. O Partido Progressista mantem a liderança em número de filiados desde 2002. Em artigo polêmico, que redigi em 2012, (pode ser lido na íntegra neste link: O difícil parto do PMDB tratei sobre a indecisão do PP em se definir para as alianças, perdendo uma oportunidade única de se tornar um protagonista do processo partidário e não mero coadjuvante. Esta indecisão se repetiu na última eleição municipal e provavelmente se repetirá nas próximas eleições. Meus prognósticos se confirmarão em 2018? Veremos!

Os partidos nanicos (com menos de 100 filiados – o PT esteve entre eles e trabalha arduamente nos bastidores para não voltar para esta categoria) representam 9,15 % dos afiliados partidários. É inexpressivo, mas serve para dois objetivos, dar impressão que existe a democracia no Brasil e de moeda de troca em grandes eleições.

As eleições de 2018 mexerão pouco com a cidade! Entretanto, o panorama brasileiro está mudando radicalmente e a corrupção endêmica do Congresso e da Presidência tem levado o povo, inclusive o alfredense, a repensar seu voto.

Logo após as tabelas, apresentamos uma mensagem que vem circulando nos grupos do WhatsApp. Ela demonstra como o povo brasileiro está vendo o quadro político que se delineará para 2018. Os partidos, se quiserem se manter no centro de onde jorra o dinheiro público, deve pensar no eleitorado e começar a tomar atitudes mais conservadoras para reverter a impopularidade que só cresce.

Mensagem divulgada através da plataforma whatsApp a vários grupos mostrando como o povo está vendo a classe política.

NAVIO FEDENDO
Os marujos navegavam há meses, não tomavam banho, nem trocavam de roupa, o que não era novidade na *Marinha Mercante Britânica*.
O navio fedia!
O Capitão chama o Imediato:
– Simpson, o navio fede, mande os homens trocarem de roupa!
– Sim, senhor!
Responde o Imediato.
Parte para reunir os seus homens e diz:
– Marinheiros, o Capitão está se queixando do fedor a bordo e manda todos trocarem de roupa.
-David troque a camisa com John e John troque a sua com Peter. Peter troque a sua com Alfred e Alfred troque a sua com Jonathan… e assim prosseguiu.
Quando todos tinham feito as devidas trocas, ele volta ao Capitão e diz:
– Senhor, todos já trocaram de roupa.“`
O Capitão, visivelmente aliviado, manda então prosseguir a viagem…
SE O POVO BRASILEIRO NÃO VOTAR CORRETO EM 2018, É MAIS OU MENOS ISSO QUE VAI ACONTECER NO BRASIL.
O NAVIO CONTINUARÁ FEDENDO
NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES NÃO REELEJA NENHUM POLÍTICO…
Ajude a conscientizar o povo brasileiro. Passe essa mensagem adiante!!! URGENTE

Deixe um comentário sobre a notícia!