Eis aí um personagem que desafia historiadores e jornalistas.

Um soldado que, num determinado momento, não em guerra, mas no decurso de uma viajem, só e sem outro recurso para se aquecer, apenas a sua Fé, entregou a alma a Deus, a beira de um caminho, e ali ficou, a espera da Ressurreição. Sua história se perdeu no tempo, foi alterada pelos muitos relatos que se originaram do fato e seu nome se apagou da memória do povo. Entretanto, sua Fé continuou e sua lembrança ainda leva muita gente a meditar nas verdades de Cristo.

Na busca por fatos que possam elucidar a história deste Soldado, sepultado onde hoje se localiza a comunidade do Soldadinho em Alfredo Wagner, nos levou a um nome: Soldado José. Já publicamos o mapa antigo que traz este nome. Única referência, até o momento, da fé deste militar.

Muitas perguntas estão sem resposta: Quando foi sua morte? Quem eram seus familiares? Como era sua vida? Algumas pesquisas apontam para uma determinada direção, entretanto, elas se perdem na noite dos tempos e na dificuldade em estabelecer respostas definitivas.

Muitas histórias se conhecem do auxílio que o Soldadinho prestou para aqueles que a ele recorreram.

Hoje, véspera de Todos os Santos, data em que o povo de Alfredo Wagner costumava ir ao Soldadinho para rezar, pedir e agradecer graças, vamos lá pedir sua intercessão para desvendarmos este mistério sobre sua vida. Que surjam documentos, que uma luz seja lançada neste momento de nossas pesquisas. Que tudo seja para a maior glória de Deus.

 

Deixe um comentário sobre a notícia!