O Canion Arroio Leão

Redator : março 23, 2017 6:16 pm : Belezas de Alfredo Wagner/SC, Cultura, Fotografia, notícia, Turismo

Leave a response »

Feliz dia da Mulher!

Redator : março 9, 2017 1:09 am : Belezas de Alfredo Wagner/SC, Cultura, notícia, Opinião

Albert Einstein, Platão, Santos Dumont, e etc… De fato muitos homens fizeram grandes coisas pela sociedade, se tornando ícones mundiais até os dias atuais. São intensamente rememorados nas escolas, eventos e diversas outras ocasiões.
É inegável que houve facilidades na aceitação das atividades desses homens pelo simples fato de serem “homens”, mas isso não impediu de muitas mulheres lutarem e demonstrarem que são igualmente capazes de produzir grandes feitos na sociedade.
Não estou tirando o mérito destes grandes homens, pois também os admito muito. O que quero dizer, é que as mulheres sempre tiveram as mesmas capacidades dos homens de criar, inventar, desenvolver e tudo mais. Grandes mulheres exemplificam essas ações:
Ada Lovelace: 1ª programadora da história;
Lina Bo Bardi: arquiteta itálico-brasileira – planejou o museu da arte de São Paulo;
Cecília Grierson: Foi a pioneira no tratamento de crianças descapacitadas e demais problemas psíquicos. Primeira mulher cirurgiã. É homenageada pela Casa Rosada – Argentina;
Frida Khalo: grande artista e pintora mexicana que, apesar de vários acidentes e debilidade, produziu grandes obras;
Mirian Makeba: Grande cantora sul-africana e marcou a história em seu povo por ser grande ativista contra o Apartheid;
Olga Ivanova: Aos cinco anos contraiu meningite e, em consequência da doença, ficou surda, cega e paralítica. Conseguiu voltar a andar, com a ajuda de uma muleta que, às vezes, usava como bengala. Aos onze anos de idade começou a ser educada pelo professor Ivan Sokolyanski, conseguindo doutorar-se em Psicologia e Ciências Pedagógicas. Trabalhou no Instituto de Defectologia da Academia de Ciências Pedagógicas da URSS e no Colégio Zagorsk.
Halet Çambel: Em 1960, foi nomeada professora e fundou o Instituto de Pré-História. Ela se tornou emérito em 1984.
Lee Thai-young: Em 1975, recebeu o Prêmio Ramon Magsaysay (também conhecido como Prêmio Asiático para a Paz) por Liderança Comunitária pela Fundação Prêmio Ramon Magsaysay com a citação “por um serviço eficaz para a causa dos direitos judiciais iguais para a libertação das mulheres coreanas”. [10] Três anos mais tarde, ela recebeu o prêmio internacional de assistência jurídica da International Legal Aid Association. [9] Alguns dos outros prêmios que ela recebeu foram o Prêmio Metodista da Paz Mundial em 1984, e em 1981 o Doutorado Honorário em Direito da Universidade Drew em Madison, NJ. Em 1971, ganhou o prêmio da conferência quando participou da Conferência de Direito da Paz Mundial realizada em Belgrado. [3]
Rukmini Devi Arundale : ela está presente na Lista de hoje de ‘100 pessoas que forma Índia’. Foi grande dançarina, dançando inclusive em diversos protestos de sua região. Ela foi premiada com o Padma Bhushan em 1956, [3] e Sangeet Natak Akademi Fellowship em 1967. Rukmini Devi foi nomeada como membro do Conselho de Estados do Parlamento indiano ( Rajya Sabha ) em abril de 1952 e re-nomeada em 1956.
Suzanne Lenglen: foi uma tenista francesa. Foi a primeira star internacional do tênis feminino.

Parabéns a você mulher, pois hoje você é reconhecida como um ser humano, depois de grandes lutas para este feito! (apesar de que, infelizmente, ainda haja muito machismo em diversas regiões do mundo..). Vamos comemorar essas grandes conquistas e fazermos, nós mesmas, novas conquistas para o mundo! FELIZ DIA DA MULHER A TODAS AS MULHERES DO MUNDO!!

Leave a response »

Alfredenses e sua ascendência

Redator : fevereiro 10, 2017 12:45 am : Belezas de Alfredo Wagner/SC, Genealogia, História, Sociedade, Uncategorized

O projeto de genealogia, destinado a publicação no Instagram, mas com republicação na página do Facebook do Jornal e no site Jornal Capital das Nascentes – Sou da Serra visa reunir em arquivos fotográficos alfredenses e a relação de seus ascendentes paternos e maternos.Um trabalho demorado, diga-se de passagem, pois o alfredense ainda não dá importância à genealogia e relega ao canto mais escuro das gavetas certidões de seus antepassados.
Aos poucos nosso projeto vai ganhando corpo. Estamos criando um banco de dados com os sobrenomes para num próximo futuro montar o mapa genealógico alfredense.
Quer participar? É fácil e grátis:
Envie uma fotografia com seu nome completo, e sobrenomes paternos e maternos. Coloque também os sobrenomes de seus avós paternos e maternos e dos seus bisavós.
Faça o download da imagem abaixo e preencha os quadrados, começando por você no primeiro quadrado. Em seguida vá subindo preenchendo os nomes de seu pai e de sua mãe, e assim sucessivamente, observando que um lado é de seu pai e o outro de sua mãe.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

​–
Jornalista Comendador Mauro Demarchi
Twitter: @maurodemarchi @monarquiaja
http://encontrodeescritores.com.br
http://maurodemarchi.com.br
http://monarquista.com.br
http://jornalaw.com.br
Membro-Fundador da Academia de Letras do Brasil – Capital das Nascentes

0c66ae8114c61bcdfc803b4a17000accd2e9d2cd.png?u=388729

Leave a response »

À minha frente, de cima da ponte contemplo a bela Alfredo Wagner!

Redator : fevereiro 4, 2017 12:16 am : Belezas de Alfredo Wagner/SC, Cultura, Opinião, Religião, Turismo

O MILAGRE DA CAMINHADA, RERITY E A XICARA !

…É caminhando que se abre caminho. Não importa o tamanho das passadas. Importa caminhar sem desistir jamais.
É imbuído deste espírito que vou contornando as numerosas curvas da 282, com destino à Capital das Nascentes.

Enquanto construo o caminho, a poucos quilômetros dali, a pequena Rerity está impaciente, olhar triste e fixo na janela. Mascote da família, está esperando a chegada de sua dona, Cristine. Mas ela é mesmo o xodó da filha.

Originários da Alemanha, e projetados para caçar pequenos roedores, essas salsichas ou linguicinhas como comumente são chamados, encantam por suas habilidades ágeis, por serem corajosos, protetores e ciumentos. Sim eles tem ciúmes do dono e da família. Mas são dóceis e companheiros.

Verdadeiros professores em matéria de paciência, companheirismo e persistência. Como alunos disciplinados podemos extrair lições de amabilidade, amor ao próximo e docilidade desses seres extraordinários.

Penso em Belinha, a mascote da filha, Maria Eduarda, e no quanto de carinho, amor e amabilidade tenho usufruido em sua saltitante companhia.

É quando à minha frente surge uma visão linda, agradável de estar pelo ambiente descontraído e acolhedor, tendo ao fundo magestosas montanhas: é o Paradouro Km 111 Café!

Ali passei horas incríveis. Interagindo com pessoas maravilhosas como a Brenda Cristina Corrêa, Solâne Aparecida Alexandre, Joseane Silveira e Maria Carolina de Souza.

O café servido com distinção, a bela xícara como presente da Casa e os lindos sorrisos distribuídos em meio a elogios sinceros marcam a maneira excepcional de tratamento diferenciado.
Não é apenas uma xícara de presente. Há toda uma filosofia de excelente atendimento e bem querer. Com tratamento diferenciado tendo o ser humano como o maior dos espetáculos.

Impressionadas com a história da caminhada, confessaram sentir um clima de paz e serenidade à medida que ia adentrando o recinto. Essa paz, retruquei, já está presente dentro de cada um de vocês, apenas inspirei despertando-a com minha energia, ao chegar.

No sofá do escritório, impaciente, Rerity continua a olhar para fora, tentando identificar nos carros passantes, o da dona, Cristine, enquanto o esposo e proprietário do estabelecimento, Vítor Luis da Silva, no computador, encurta em trinta quilômetros minha caminhada.

Sereno, olhar jovial e alegre, Vítor é um empreendedor de sucesso. Aponta no vídeo o novo trajeto a percorrer a partir de Alfredo Wagner e eu assimilo no subconsciente, visualizando na mente o novo itinerário.

E agradecido por tão calorosa recepção, início no asfalto os sete quilômetros que me levam à cidade do “Soldadinho Desconhecido”, a terra das nascentes, para vivenciar novas e belas emoções.

Enquanto isso, agora faceira e saltitante, Rerity desfruta da companhia de sua dona, andando prá cá e prá lá.
A água da bica que brota nas pedras não é mais a mesma e o vento que sopra o meu chapéu de palha indica a polaridade e brevidade da vida.
Tudo ficou para trás. À minha frente, de cima da ponte contemplo a bela Alfredo Wagner!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Leave a response »

O MILAGRE DA CAMINHADA, VOCÊ NO FUTURO E A VISUALIZAÇÃO MENTAL!

Redator : fevereiro 4, 2017 12:08 am : Belezas de Alfredo Wagner/SC, Opinião, Religião, Turismo

 ‎Elio Meneguzzo  19/12/2016

Enquanto isso, agora faceira e saltitante, Rerity desfruta da companhia de sua dona, andando prá cá e prá lá. A água da bica que brota nas pedras não é mais a mesma e o vento que sopra o meu chapéu de palha indica a polaridade e brevidade da vida. Tudo ficou para trás. À minha frente, de cima da ponte contemplo a bela Alfredo Wagner!

Andar pelas ruas da cidade é encantar-se. Existe uma magia nas ruas. Acostumado com a “solidão” da estrada, e o limiar da escuridão da noite, a luz da cidade atrai pelo brilho da vida que nela flui. A luz dissipa as trevas. Aquece. Ilumina. E nutre a quarta dimensão: o espírito.

A família de Denize de Souza Rabelo, é fruto dessa magia. Que fala pelo sorriso e aquece a alma com o brilho da ternura e do bem querer familiar. Diego, filho de Denize e Genilson, tem luz própria. Brilha pelo olhar. Encanta pelo sorriso. Muito além da inocência de criança.

O casal Déa e Marcos Aquino, de Curitiba, também são pessoas extraordinárias. De passagem pela cidade, pretendem cuidar do espírito na próxima semana, nos arredores de Urubici.

Mauro Demarchi é uma daquelas referências da cidade. Conhece tudo. Funcionário da Reunidas, complementou a rota a seguir encurtando o caminho, visualizada por Vítor Luiz na Km 111.

Aceite algumas leis e verdades científicas mentais: você é aquilo que acredita. Tem o poder e o domínio de tudo. Você recebe exatamente aquilo que dá. Ou aquilo que semeia, colhe. Mas se não plantar, também vai colher.

Um sábio provérbio chinês afirma que “o plantio é livre mas a colheita é obrigatória”. Se semear idéias, colherá resultados.

O homem imaginou voar e criou o avião. Pensou uma casa e nasceu uma cidade. Idéias transformam-se em pensamentos, que geram emoções, que produzem sentimentos, que geram ações e que materializam o pensamento.

Quando nasceu a ideia de fazer a caminhada eu a projetei na mente. Criei um quadro mental e passei a enxergar com os olhos da fé cada passo da caminhada. Imaginava eu andando e sentia como real as estradas sendo percorridas, os pássaros à minha volta, o gado pastando, as cascatas dançando suas águas cristalinas, o trânsito passando, o sol nascendo e o ocaso acontecendo, as pessoas sorrindo, cumprimentando e servindo com satisfação.

Eu me vi no futuro…

Projetei na visualização sendo recebido por pessoas estranhas, como se fossem velhos conhecidos. Imaginei e me vi fazendo amigos, famílias me recebendo com carinho e amor diariamente.

E me vi lavando a louça na casa de cada um deles. Imaginei a mim mesmo caminhando, feliz, entusiasmado, realizado, sorridente e agradecido por construir cada passo, com saúde física, mental e espiritual.

Eu me vi no futuro….

Aquilo que você imagina e dá foco, visualiza, se emociona a ponto de ter arrepios, e crê ardentemente, acontece.

A Caminhada está acontecendo fisicamente, de modo real, exatamente como a imaginei esiritual e mentalmente.

Realmente podemos criar tudo que quisermos. Infelizmente a maioria das pessoas visualiza imagens do passado, de mágoas, ressentimentos, egos, violências, desastres, doenças, desgostos e fracassos. Essas informações são enviadas ao subconsciente que devolve tudo como o cliente pediu: mais fracassos, desgraças e violência.

Pense, sinta, emocione-se e visualize uma vida maravilhosa para você. Só você pode ligar e desligar o que quiser. Permitir ou não permitir o que mandar para seu subconsciente transformar em realidade.

Pense somente o bem, a inspiração divina derramando bênçãos e o universo entregando isso a você.

Alguns jornalistas e repórteres perguntam se não tinha medo de assaltos, acidentes e outros perigos.

Respondo que ao acordar, pela manhã, às 5 horas, agradeço a Deus pela noite, pela vida que pulsa, e agradeço principalmente por Deus me mandar pessoas amáveis e boas e oportunidades maravilhosas ao longo do dia. Visualizo esta realidade no plano físico, mental e espiritual, permitindo que o universo me devolva exatamente o que pedi e agradeci: somente fatos, acontecimentos, circunstâncias e pessoas boas pelo caminho.

Não passa pela minha mente medos, desconfianças, pessoas e situações ruins. Atrairia tudo isso. Porque a lei da fé é a lei da vida. Aquilo que mais dou foco, mentalmente, acontece. Aquilo que eu mais temo, também acontece. Então porque não alimentar a alma, o subconsciente, o espírito com somente coisas boas, lindas e maravilhosas.

Porque não visualizar já acontecendo, antes de acontecer. E porque não acreditar que realmente possa acontecer. E porque não se emocionar, se arrepiar com essas coisas. Porque não senti-las estremecer ardentemente em seu corpo…a ponto de torná-las reais.

Veja: seus pais pensaram em você, e você está aí, fisicamente. Criar um quadro mental visível na mente, produz a capacidade de sermos criadores do nosso próprio destino. Sem depender de ninguém mas com a conspiração do universo sempre a favor, de forma positiva ou negativa.

Estou transformando a Caminhada da Gratidão em livro. Na minha mente já enxergo o livro bombando, as pessoas querendo, indicando, e adorando o livro. No meu quadro mental só enxergo as melhores oportunidades para o livro, desde a sua concepção até a sua materialização em forma real e prazerosa. Longe de mim imaginar que este meu filho seja mal sucedido.

Há que se obedecer leis mentais.
Funciona assim: a ideia do livro no consciente é transmitida como verdade agradável ao subconsciente, verdadeiro laboratório de ideias e pensamentos. Lá eu crio uma emoção muito forte, ardendo como brasa e a transformo em sentimento que arrepia todo plano físico do corpo, gerando ações que vão produzir externamente tudo que eu permiti internamente. Simples assim. E se vierem desafios?
Eles não são problemas. Mas oportunidades de gerar novas oportunidades, novas emoções e novas transmutações…

Continue a leitura… Pegadas da Gratidão

Este slideshow necessita de JavaScript.

Leave a response »

Um passeio pelo “Salto das águas”

Redator : janeiro 27, 2017 5:12 pm : Belezas de Alfredo Wagner/SC, Cultura, Fotografia, Turismo

Convido os leitores a um passeio virtual por um dos Cartões Postais de Alfredo Wagner, através das lentes da TV RBA de Rio do Sul: o Parque Aquático Salto das Águas.

Venha você também conhecer este lindo município!

Leave a response »

REFORMA E PINTURA INTERNA DA IGREJA MATRIZ DE ALFREDO WAGNER

Redator : janeiro 27, 2017 1:14 am : Belezas de Alfredo Wagner/SC, Cultura, Fotografia, História, Memória, Religião

Relato redigido por Pedro Jayme dos Santos
A igreja matriz da Paróquia Bom Jesus de Alfredo Wagner-SC é um cartão postal pela sua magnitude e beleza arquitetônica. É uma construção histórica e sempre foi mantido todo o seu estilo original, pela população e preservando a sua arte barroca.
Há cerca de 40 anos, uma pequena reforma foi feita para substituição do telhado que foi danificado por uma grande tempestade. Desde então, nenhuma outra obra de preservação havia sido realizada. O tempo se incumbiu de causar um desgaste em sua estrutura de madeira para sustentação do telhado. Em 26 de maio de 2014, a Igreja Matriz sofreu um sinistro com o desabamento total da cobertura da Abóboda do Altar no presbitério. Como a ocorrência foi fora de horários de missas e outras celebrações, graças a Deus não houve nenhum feridos.
Para angariar os recursos necessários e recuperar o telhado danificado, foi montada uma comissão especial com membros da sociedade Alfredense. Após conseguir algum dinheiro necessário para se iniciar os serviços, através de doações eventos, rifas e etc, passamos a executar as obras, as quais foram separadas em etapas: conforme segue:
1ª Etapa, restaurar o telhado da cobertura do presbitério do altar, este já foi concluído com custo total de R$ 38.000,00
2º A segunda etapa, talvez a etapa de maior importância para a troca de todo o trabalho, a tarefa de substituir toda a estrutura e o telhado da nave da Igreja em função de estar comprometidas por insetos invasores (cupins). Após vários contatos e orçamentos, o decidido a contratação da empresa WMC para substituição geral do telhado. A dinamização das empresas com as operações empreendidas através dos seus equipamentos de alta precisão, movimentou a comunidade e atraiu vários curiosos; Esta etapa foi concluída com sucesso e um orçamento total de R$ 193.000,00, pagamos o que podemos e precisamos pedir R$ 70.000,00 emprestado, esse valor conseguimos para pagamento em três anos, já pagamos 35.000,00 e faltam ainda 35.000,00 para pagar nos anos de 2017 e 2018.
3º A terceira tarefa é localizar empresas adequadas que possam realizar a construção do forro da Igreja com apresentação mais próxima possível do forro anterior (retirado); esta tarefa ainda não foi concluída porque depende valores bem elevados e no momento, a comissão se reuniu e tomou a decisão de aguardar um pouco mais.
4º Esta etapa vislumbra uma a restauração e reforma, mais próximo possível da originalidade do templo, neste sentido, buscamos angariar fundos em todos os lugares possíveis para nos ajudar, a partir de janeiro de 2015 foram encaminhados ofícios/correspondências com amostras e relatos da nossa Igreja e nossa comunidade, para vários países do mundo inteiro, para entidades Católicas e Políticas de todo o Brasil, solicitando ajuda para reforma, restauração e troca da pintura em geral da nossa Igreja. Em Janeiro de 2016, um ano após; A alegria, a satisfação que sentimos neste dia foi muito grande, quando recebi uma correspondência dos Católicos da Arquidiocese de Colônia na Alemanha, nos informando que em 28 de fevereiro de 1982, a pessoa a qual eu havia encaminhado a correspondência, havia falecido. Entretanto, nos informaram se nós atendêssemos com precisão e veracidade todo o questionário que estavam nos encaminhando, talvez poderiam nos ajudar. A partir daí nós saímos em busca de todas as informações possíveis sobre a construção da nossa sociedade/comunidade católica, quantidade de católicos que seriam beneficiados com projeto, enfim tudo o que se refere a uma construção de cristandade dentro da nossa comunidade. Este trabalho foi árduo e de muita pesquisa e persistência, aqui queremos agradecer a todas as pessoas que ajudaram com informações colaborando para o projeto ser concluído por total, onde encaminhado a resposta para a Alemanha. Em outubro de 2016 recebemos a resposta que nosso projeto passou por um grande estudo e foi autorizado a nos encaminhar um grande presente de 44.000,00 Euros que em conversão no dia 15 de dezembro/16 a uma taxa de 3,51 chegamos alcançar o valor de R$ 154.220,00 , mais para conseguir pegar o dinheiro, precisamos estar em dia com todas as informações bancárias da nossa Paróquia a nível de Brasil. Como o dinheiro já estava garantido, procuramos uma empresa que atendesse os critérios sugeridos e no menor tempo possível, pois queríamos inaugurar em natal de 2016. Não foi possível efetuar os serviços até esta data, aqui também queremos agradecer a todos pela paciência em ter participar das celebrações no salão ao lado. E neste momento com as bençãos de São Sebastião, entregamos para a sociedade em geral a nossa Igreja totalmente restaurada e com nova pintura interna, esta pintura foi projetada em audiovisual por arquitetos de renomes catarinenses que nos garantiram a sua qualidade e durabilidade, bem como uma equipe da comissão decidiu as cores e valores a serem pagos. Para este serviço ser executado, foi gasto 149.360,00, assim sobrou R$ 4.860.00. Agora estamos providenciando uma prestação de conta bem afinada e detalhada, juntamente com outro orçamento para ver se conseguimos mais verbas para pintar a Igreja pelo lado de fora.
5º A quinta etapa é resgatar o projeto original e construir a Grande Torre ao lado direito da Igreja.

Pela Comissão, Pedro Jayme dos Santos

Alfredo Wagner 21 de Janeiro de 2016

Este slideshow necessita de JavaScript.

2 Comments »
« Page 1, 2, 3, 4 ... 6, »