Realizou-se com brilho especial o II Encontro de Corais de Catuíra, Alfredo Wagner, no sabado dia 7 de novembro. Estavam presentes 13 Corais, sendo que 4 Corais pertencem à Capital Catarinense das Nascentes, 2 de Lages, 1 de Vidal Ramos, 1 de Anitápolis, 1 de Bom Retiro, 1 de Florianópolis, 1 de Rio do Sul, 1 de Otacílio Costa e 1 de Ituporanga.
Organizado pelo Coral Santa Thereza de Catuíra, por seu presidente, Sr. Adelmo Back, e pelo regente do Coral Sr. Juliano Norberto Wagner que não mediram esforços para bem receber os coralistas visitantes.
O número de corais inscritos obrigou a organização do Encontro a mudar o local das apresentações. A linda capelinha ficou pequena para abrigar a todos, por isso, um estrado foi montado no Ginásio distrital Germano Back. Alí, após a cerimônia de abertura, composição da mesa pelas autoridades presentes e do canto respeitoso do Hino Nacional, iniciram-se as apresentações. Reuniram-se, então, os quatro corais do município: o Coral Santa Thereza, o Coral Harmonia Com Deus, o Coral São Francisco de Sales e o Coral Bom Jesus e sob a regência da Sra. Zenaide H. Weingartner entoaram o Hino do Município de Alfredo Wagner.

Em seguida, o Coral Nossa Senhora Aparecida, de Anitápolis deu entrada na quadra transformada em palco para iniciar sua apresentação. “Velha Rendeira” de José Acácio Santana. Nas vozes dos cantores os acordes musicais traziam para nós ensinamentos e panoramas e seus ecos ecoavam em nossos corações.
De repente, a voz do Cantor Eterno, que desde os primórdios da Criação cantou através dos elementos da natureza, também se fez presente e iniciou sua participação. Primeiro cantou através do vento, assobiando e arejando o local, em seguida foram os trovões que marcavam o compasso majestoso do Cantor Celeste, depois veio a chuva caindo generosa sobre o telhado de zinco do Ginásio tornando impossível ouvir os últimos versos da “Velha Rendeira e deixando todos aturdidos, calados e impassíveis. Para compor o ambiente e tornar esta participação ainda mais grandiosa, a energia elétrica caiu e no interior do ginásio a escuridão tomou conta. Preocupados em cobrir o equipamento de som e computadores, quase não percebemos que aos poucos a trovoada e a chuva foi passando.

O Regente do Coral Santa Thereza, Sr. Juliano Wagner saiu com algumas das autoridades para tentar resolver a questão da energia elétrica. Os coralistas aguardavam.
O Ginásio de Esportes distrital da Catuíra é amplo, mas com poucas aberturas. É bem iluminado; entretanto, quando falta energia elétrica e o dia esta nublado a penunbra é muito grande. O Encontro de Corais foi interrompido até que a energia voltasse. Só que ela demorou, demorou. Após muita espera, e nada da energia voltar, os organizadores resolveram recomeçar as apresentações. Os Corais se apresentaram um a um, mesmo sem os intrumentos musicais, cantando A Capela, as mais lindas composições. Em pouco mais de uma hora fizemos um verdadeiro passeio por temas religiosos, históricos, romanticos. Ouvimos o pedido de perdão a Deus através do Kyrie Eleyson; a epopéia dos primeiros mártires cristãos enfrentando imperadores e leões nas arenas; o louvor a Deus nas vozes fortes do Coral Harmonia Com Deus da Igreja Luterana; a Chalana, cantada duas vezes, evocava o coração partido do amante abandonado; e foi assim que de cantico em cantico, de coral em coral, subiu no estrado para continuar sua apresentação o coral interrompido pela estrondosa tempestade. A penumbra era completa, pois a noite vinha caindo, mas não intimidou nenhum pouco o pequeno coral que entoou mais uma música do Maestro José Acácio Santana, “Com Você”. Quando o coral cantava a última estrofe da terceira música “Pelas mãos de Nossa Senhora Aparecida” quando a letra dizia que era pela mãos dEla que recebemos a Luz de Cristo, a luz voltou a iluminar os coralistas e o público em geral, arrancando deles manifestação de alegria e entusiasmo.
Por fim se apresentou o Coral Santa Thereza que lançou neste dia o Hino e a Bandeira oficiais do Coral.
A entrega dos certificados de participação encerrou esta parte do II Encontro de Corais de Catuíra. Um lauto e saboroso jantar aguardava os coralistas e acompanhantes no salão comunitário. Após o jantar as despedidas e as promessas de no próximo ano estar presente no III Encontro de Corais.

Posted in Sem categoria

Deixe um comentário sobre a notícia!