Não tenho pretensões políticas, pelo menos por enquanto, mas a política está a nossa volta e sempre entra sem ser convidada nas conversas da gente. Pois é. Seja onde for, você esbarra nesse assunto. E, como não poderia deixar de ser a pergunta: Para onde vai o PMDB? O que está acontecendo com o PMDB?

pmdb_rachado-300x205 (1)Fui buscar na Intenet e o velho google, oráculo dos contemporâneos, me disse que esse problema está sendo enfrentado por muitos diretórios do PMDB pelo Brasil.
Está bem, consegui descobrir que o problema é geral, mas o que aconteceu? O que está acontecendo?
Tive que fazer os neurônios descobrir uma resposta que fosse satisfatória. Quero compartilhar com vocês a conclusão a que cheguei.
Antes porém, um pouco de história. Não faz mal a ninguém e ajuda a entender a questão.
A Wikipédia diz que: Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) é o maior partido político brasileiro, apesar de não ter até hoje elegido nenhum Presidente da República através do voto direto. Fundado em 1980, possui uma orientação política centrista. É sucessor do Movimento Democrático Brasileiro, legenda de oposição ao Regime Militar de 1964. O PMDB é o partido político brasileiro que possui o maior número de filiados, bem como de prefeitos e vereadores, além de ter a maior representação no Congresso Nacional.
O que eu entendi é o seguinte: o PMDB nas pequenas cidades está passando por uma situação de crise de identidade. Ao se aliarem com o PT para a eleição de Dilma Roussef deram um tiro no pé, pois elegeram o PT que sem o PMDB não teria vencido as eleições mas ficaram amarrados na aliança com o PT, sem cargos e sem poder e quem levou todo o prestígio foi o ex-Presidente Lula que passou como sendo um bom cabo eleitoral às custas dos votos dos pmdbistas.
É por isso que o PMDB não quer se aliar a outro partido, a não ser, saindo na cabeça. Fechando a questão em torno disso as alianças não conseguem sair das conversas e passar para o papel.
No caso de Alfredo Wagner a coisa é mais complicada! O PMDB tem uns dez candidatos ao cargo de Prefeito. Falta consenso entre eles e a decisão de apoiar um que possa levantar a bandeira do partido e aglutinar as multidões. Mas não é só isso não. Mais um tiro no pé do PMDB foi dado por um pmdbista e esse tiro ricocheteou num antigo aliado. O seu Pedro Jayme publicou no Facebook uma nota interessante (ver no quadro ao lado) mostrando com dados do IBGE que o município teve um grande atraso nas administrações do PMDB/PP e PP/PMDB, apesar do índice do Fundo de Participação do Município ter aumentado. O texto superinteressante foi excluído do Facebook logo em seguida mas revela que a parceria PMDB/PP não deu certo. E não é isso. Contrariando o combinado o PP foi afastado do cargo de assessor da Câmara, cargo que passou para o PMDB desagradando o pessoal do PP, que também não está contente pelo fato do PMDB tentar convencer seus filiados a mudar de partido. A hegemonia (preponderância) do PMDB na Câmara também está desagradando muita gente.
Falei, falei e não descobri para onde vai o PMDB. E você, já descobriu?

Deixe um comentário sobre a notícia!