Foi-se o Chaves… o barril está vazio, definitivamente. Muito se tem falado, alguns o chamando de revolucionário… chegaram até a encontrar um conteúdo exotérico. Na realidade os episódios apresentavam situações vividas por todas as famílias em qualquer lugar. Desentendimentos de vizinhos, brigas de crianças, atraso nos aluguéis… etc. Lembro-me de um episódio em que apareceu um ladrão na vila. Ele se mudou para lá e começou a roubar diversos objetos. Acusaram o pobre do Chaves. Ele se defendia como podia, até que foi numa igreja se confessar o e voltou para a vila reconfortado e tranquilo. Quando encontrou o Quico e a Chiquinha ele transmitiu a eles o que o Padre havia dito, nessa hora passava o ladrão por perto que ouviu tudo e ficou com peso na consciência devolveu tudo o que havia roubado e ainda comprou um grande sanduíche para o Chaves.

O personagem do Bolaños, Chaves, era extremamente pobre, sem família, sempre com fome, mas em nenhum momento dos inúmeros episódios do seu programa, foi passada uma mensagem comunista ou de sentido socialista. Sempre, em todos os episódios era passada uma mensagem positiva, terminando as disputas e brigas com um final de amizade e compreensão.
Todos os humoristas da companhia do Bolaños tinham outros personagens, mas a vila do seu Barriga, com o Chaves e toda trupe, marcou época e continua divertindo quem assiste. Não existe programa humorístico brasileiro a altura desse pessoal simples e divertido!

Posted in Sem categoria