Dia da Mulher é todo dia

A comemoração do Dia Internacional da Mulher, utiliza um fato extremo e de grande violência para incutir o respeito com aquela que é a mais bela das criaturas de Deus.
Criação da Mulher no Paraíso nos leva a meditar o quanto Deus a ama.
– O homem foi criado fora do paraíso terrestre e lá colocado para o cultivar e guardar.
– Foi ao homem que Deus deu o primeiro preceito: Não comas do fruto da árvore da ciência do bem e do mal.
– O homem nomeou todos os animais e convivia com eles e com Deus, mas ainda estava só.
– Enquanto o homem dormia, Deus criou a mulher! Deus viu que não era bom que o homem estivesse só.
– Quando acordou e viu o que Deus havia criado, ficou boquiaberto diante da mulher mais linda e perfeita, a primeira dentre todas. Como todo homem fica sem palavras quando encontra uma linda mulher, assim também ficou o primeiro homem, Adão, que exclamou: Agora Sim!
Eis aí o primeiro dia da mulher, dia internacional, dia nacional, dia municipal… tudo junto e reunido! 8 de março foi um acidente de percurso pois todo dia deve ser o dia da mulher. Ela foi criada no paraíso e condenada a viver neste vale de lágrimas porque Adão não lhe resistiu aos encantos! Um não dele e a história da humanidade seria outra!
Gênesis 2:15-25
O Senhor Deus tomou o homem e colocou-o no jardim do Éden para cultivá-lo e guardá-lo.
Deu-lhe este preceito: “Podes comer do fruto de todas as árvores do jardim;
mas não comas do fruto da árvore da ciência do bem e do mal; porque no dia em que dele comeres, morrerás indubitavelmente.”
O Senhor Deus disse: “Não é bom que o homem esteja só; vou dar-lhe uma ajuda que lhe seja adequada.”
Tendo, pois, o Senhor Deus formado da terra todos os animais dos campos, e todas as aves dos céus, levou-os ao homem, para ver como ele os havia de chamar; e todo o nome que o homem pôs aos animais vivos, esse é o seu verdadeiro nome.
O homem pôs nomes a todos os animais, a todas as aves dos céus e a todos os animais dos campos; mas não se achava para ele uma ajuda que lhe fosse adequada.
Então o Senhor Deus mandou ao homem um profundo sono; e enquanto ele dormia, tomou-lhe uma costela e fechou com carne o seu lugar.
E da costela que tinha tomado do homem, o Senhor Deus fez uma mulher, e levou-a para junto do homem.
“Eis agora aqui, disse o homem, o osso de meus ossos e a carne de minha carne; ela se chamará mulher, porque foi tomada do homem.”
Por isso o homem deixa o seu pai e sua mãe para se unir à sua mulher; e já não são mais que uma só carne.
O homem e a mulher estavam nus, e não se envergonhavam.
× Fale com o Jornal
%d blogueiros gostam disto: